Fernando Collor visita nova unidade de produção da Braskem

10 maio 2013
Comentários: 4
10 maio 2013, Comentários: 4
Foto: José Ronaldo

Foto: José Ronaldo

O senador Fernando Collor visitou, na tarde desta sexta-feira, a nova unidade de produção da Braskem. Inaugurada em agosto do ano passado, pela presidenta Dilma Rousseff, com capacidade de produção de 460 mil toneladas/ano, a nova fábrica elevou Alagoas ao nível de maior produtora de PVC da América Latina.

A visita do senador foi uma forma de comemorar a Semana da Indústria. Ele conheceu as ampliações do parque industrial, visitou salas de produção e controle, cumprimentou trabalhadores e recebeu informações sobre o crescimento das indústrias e da cadeia produtiva do setor petroquímico, cuja mão de obra, atualmente, é mais de 70% alagoana.

Há 25 anos, em novembro de 1988, quando era governador de Alagoas, Collor presidiu a solenidade de inauguração da primeira unidade de PVC do Estado. “É interessante ver, 25 anos depois, todo esse crescimento. Temos, hoje, em Alagoas, a maior produtora de PVC da América Latina. É uma coisa que nos deixa orgulhosos e esperançosos”, definiu o senador.

O vice-presidente do Setor de Vinículos da Braskem, engenheiro Marcelo Cerqueira, disse que hoje a fábrica de PVC gera cerca de 10 mil empregos diretos e indiretos em Alagoas, está instalada em cinco estados brasileiros e tem unidades, também, no exterior – em dois países.

“É muito importante receber a visita do senador, que hoje preside a Comissão de Infraestrutura do Senado. Collor sempre incentivou o processo produtivo industrial”, disse Cerqueira.

Segundo ele, as perspectivas para o setor no Brasil estão ainda mais otimistas, pela importância do PVC na construção civil e, ainda mais, pelas obras de preparação para a Copa do Mundo.

4 responses on “Fernando Collor visita nova unidade de produção da Braskem

  1. Nicolas disse:

    Estou muito orgulhoso em ver o nosso senador atuando em nosso querido estado de Alagoas. Que continue tendo a mesma força, disposição e coragem por longos anos.

  2. felipe alves disse:

    Legal

  3. Desde que me entendo de gente, e tenho o poder de escolher meus candidatos e optar por minhas visões politicas, que meu maior foco é observar e estudar as ações e pensamentos de Fernando Collor de Mello; que para mim, é o maior politico que esse País teve nos últimos anos, quando verdadeiramente aplica-se o termo certo “politico” a alguma pessoa.

    O Estado de Alagoas, muito perdeu, quando na eleição passada, não o elegeu Governador! Com certeza, quem perdeu não foi ele, pois voltou ao Senado e foi exautado, entre os colegas, por sua conduta e perpiscácia politica de sempre!

    Alagoas perdeu, pois continuou num Governo lerdo, de ações restritas e de violência incontrolável! Aonde, nem a força Nacional consegue utilizar sa eficácia do seu comando, tendo em vista, as barreiras da inércia encontrada pela contrapartida do próprio Estado!

    Uma saúde sucateada, um Estado, nada desenvolvido, retroagido a uma etapa, que para o prõximo Governo, muito trabalho darã a fim de partir de um ponto que consiga equiparar-se a outro Estado que esteja um pouco mais desenvolvido que o ultimo Estado classificado nessa categoria; que seja: Alagoas!!!

    Vergonhosa são as nossas estatisticas, todas embasadas em primeiro lugares em tudo que existe de ruim e vergonhoso e em ultimo lugar, em tudo que poderia nos proporcionar orgulhos e alegrias no contexto do merecimento de tarefas que contribuissem para a nossa melhora de condição de vida e desenvolvimento necessãrio.

    Alagoas perdeu. O povo involuiu e chegamos a um estado crítico e preocupante.

    Não acredito que com o perfil do atual Fernando Collor, não estivessemos bem mais desenvolvidos e que essa violência não tivesse retroagido ao estado de Estado pacato, calmo e tranquilo que outrora tivemos.

    Sou e serei sempre, favorãvel ao maior politico que jã conheci; ao homem que abriu as portas do meu País e conseguiu o estatus de um dos maiores Países do mundo, hoje em dia! Dizer que não devemos isso a ele, é pura ignorância, preconceito e anceio de raivas voluntãrias e prõprias da pessoa que pensar assim. Os dados e os acontecimentos são evidentes e latentes. Tacanho seria o brasileiro que tais fatos não enxergasse e tal ponto de partida não concluissem.

    Vou aplaudir sempre, um homem que teve ações que causaram polemicas e transformaram vãrios redemoinhos que transformaram essa nação. Inclusive, no tocante as diversas mensões e investigações promovidas contra quaisquer abusos no setor publico ou governamental; também, ocorridos na sua trajetõria politica e nas suas ações corajosas e de plena democracia.z

  4. Silvana Carvalho disse:

    Concordo em gênero,número e grau com suas palavras Sandra,muito conscientes.
    com certeza se Collor tivesse sido eleito,governador de Alagoas em 2010, com certeza os índices sociais deste pequeno Estado estariam melhor…Deveriam haver pessoas com sua coragem, Sandra de dizer muita coisa q muita gente não tem coragem de dizer….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *