Palestra de Collor sobre Economia Globalizada atrai multidão no Paraná

9 maio 2013
Comentários: 0
9 maio 2013, Comentários: 0

1366636645-e1366926177719Cerca de mil pessoas, entre estudantes, professores e empresários, participaram de uma palestra ministrada pelo senador Fernando Collor (PTB-AL), abrindo o ano letivo dos cursos de pós- graduação da Faculdade Assis Gurgacz (FAG), na cidade de Cascavel, no estado do Paraná.

O senador alagoano foi recepcionado pelo instituidor da FAG, Assis Gurgacz, pelo senador da República do estado de Rondônia, Acir Gurgacz, e diretores da escola. Antes de ministrar a Aula Magna, ele foi homenageado por Assis Gurgacz, que destacou a importância de receber um senador da República, na instituição.

“É uma honra receber uma pessoa com o seu currículo para falar aos nossos alunos. Muito obrigado por aceitar prontamente nosso convite. O senhor é sempre muito bem-vindo à nossa casa”, agradeceu o instituidor da FAG.

Diante do auditório lotado, o senador alagoano discorreu sobre o tema “Economia Globalizada” e defendeu de forma direta o parlamentarismo como sistema de governo ideal para o Brasil, citando como exemplo, a Itália, onde, na sua avaliação tudo funciona normalmente, mesmo quando o país fica, durante meses, sem um primeiro ministro.

palestra_collorResponsável pela assinatura do Tratado de Assunção, que criou o Mercosul em 2001,quando era presidente da República, Collor enfatizou a importância dessa parceria e a maturidade política do Brasil em manter essa integração com os países vizinhos que formam esse bloco.

Na sua avaliação, a existência desse mercado comum tem favorecido a trajetória econômica do Brasil e da América do Sul. Collor destacou, no entanto, que o Mercosul vai muito além da questão econômica, fomentando, por exemplo, a solidariedade entre os povos. “O desenvolvimento acontece por meio da integração. Não se trata apenas de negociar tarifas, mas de integrar-se para enfrentar vicissitudes do cenário internacional com mais força e se desenvolver”.

Reforma política

O senador aproveitou para também falar sobre a reforma política que está sendo discutida no Congresso Nacional, defendendo a mudança de regime para o parlamentarismo.

Destacou a importância dos partidos políticos atuantes e fortes, na sustentação da democracia, mas observou que há, hoje, no Brasil, um excesso de agremiações com pouca ou nenhuma coerência ideológica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *