Collor manda Vilela reconhecer culpa por inundações em casas da Reconstrução

4 julho 2013
Comentários: 0
4 julho 2013, Comentários: 0

O senador Fernando Collor (PTB-AL) endureceu nas críticas ao governo de Alagoas, por causa dos alagamentos que afetaram, mais uma vez, as famílias vítimas da enchente de 2010, que tiveram suas novas casas entregues recentemente pelo Programa da Reconstrução, coordenado pelo governo estadual, nos municípios de Rio Largo, Murici e União dos Palmares.  Na sua avaliação, faltou responsabilidade na parte que tocou ao Estado – a escolha dos terrenos – e por isso os alagamentos estão ocorrendo, desalojando mais uma vez essas famílias.

(Foto: Gazetaweb)

(Foto: Gazetaweb)

Durante entrevista à Rádio Gazeta, na manhã desta quinta-feira (4), Collor, que é presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado, responsablizou textualmente o governador Teotonio Vilela pela situação, dizendo que ele escolheu os terrenos, não pelo critério técnico, pensando na segurança das famílias que ali iriam se instalar; mas atendendo a interesses particulares e de amigos. Ele referiu-se a União dos Palmares, dizendo que, ali, “ele (o governador) escolheu o terreno para favorecer os seus asseclas , aqueles bandidos que tomavam conta de União dos Palmares há tanto tempo, e que continuam encastelados no governo do senhor Vilela”, disparou.

No mesmo tom, o senador mandou que o governador reconheça sua culpa nessa situação, admita o erro e peça desculpas a essas famílias. “Essas casas demoraram três anos para serem construídas. Essas pessoas moraram durante três anos em condições subumanas. Três anos depois, o governo de Alagoas entrega as casas nessa situação”, disse o senador, destacando que o governo federal não tem nenhuma responsabilidade na escolha do terreno. “Essa atribuição ficou por conta do governo estadual. A Caixa Econômica, fez tão somente o financiamento dos imóveis, pelo programa Minha Casa, Minha Vida”, explicou Collor.

Ele também eximiu de responsabilidade sobre a situação, o vice-governador José Thomaz Nonô, coordenador do Programa da Reconstrução. “O governador de Alagoas é o Vilela Filho. É esse senhor que patrocina a propaganda mentirosa dizendo que as casas foram construídas pelo governo do Estado, representado por ele. Portanto, que ele se compadeça, peça desculpas pela sua incúria, pelo seu erro. Não fuja dessa responsabilidade”, destacou Collor.

Ele lembrou que quando governador de Alagoas, há 30 anos, construiu com recursos do próprio Estado – aí sim, sem ajuda do governo federal – cerca de 4 mil casas, numa área do bairro do Trapiche, com calçamento e energia elétrica, em pouco mais de 120 dias. E lembra que desde que essas casas foram construídas, nenhuma enchente as afetou. “Agora, eles demoraram três anos para construir e entregar as casas, para, na primeira chuva que deu, elas serem inundadas dessa forma”, criticou.

Investigação

Collor também citou o Ministério Público Estadual, que, na sua opinião, deve entrar no caso imediatamente, para apurar as responsabilidades por “mais esse desatre que está acontecendo em Alagoas”, e disse que isso não pode ficar assim. Também chamou a atenção da sociedade para o que considerou “omissão do governo estadual” e da necessidade de a população mostrar sua indignação. “O descaso em relação a tudo, neste governo, acontece à luz do dia. E a população vai permanecer calada diante disso tudo?”, questionou o senador alagoano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *