Collor reafirma compromisso e vota pelo fim do fator previdenciário

27 maio 2015
Comentários: 0
Categoria: Notícias
27 maio 2015, Comentários: 0

Plenário do Senado

Reafirmando o compromisso em defesa dos direitos dos trabalhadores, o líder do PTB no Senado Federal, Fernando Collor (PTB) votou, na sessão desta quarta-feira (27), pelo fim do chamado fator previdenciário. Para Collor, a antiga regra sufoca o trabalhador brasileiro por não assegurar uma aposentadoria adequada. Com a aprovação no Senado, a matéria segue para sanção da presidente Dilma Rousseff (PT).

A proposta de mudança aprovada com o voto do senador Collor institui a fórmula conhecida como 85/95, na qual o trabalhador se aposenta com proventos integrais se a soma da idade e do tempo de contribuição resultar 85 (mulheres) ou 95 (homens). Atualmente, o fator reduz o valor do benefício de quem se aposenta por tempo de contribuição antes de atingir 65 anos (homens) ou 60 (mulheres).

Em recente pronunciamento na tribuna do Senado, Collor chamou atenção para necessidade de o governo federal mudar as regras do fator previdenciário. De acordo com o senador, o trabalhador é o maior prejudicado com a restrição de uma aposentadoria digna.

“Depois de muitos anos de serviços prestados, o fator previdenciário tira do trabalhador percentuais consideráveis no cálculo da aposentadoria, obrigando-o a protelar o gozo desse direito para evitar prejuízos maiores, mesmo estando com idade e tempo de serviço para se aposentar. A mudança dessa regra beneficia o trabalhador”, destacou Collor.

Logo após a votação, o líder do governo no Senado, senador Delcídio do Amaral (PT-MS), afirmou que encaminhará à presidente os pedidos para que o artigo que trata do fator previdenciário não seja vetado. O presidente do Senado, senador Renan Calheiros (PMDB), alertou que se houver veto, ele será derrubado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *